Uma biografia sistemática de Ernest Mandel

Artigo publicado em 10 de outubro de 2009, por Michael Löwy (*) Tradução de Pedro Barbosa. Fonte: http://internationalviewpoint.org/spip.php?article1729 Esta é a primeira biografia sistemática do principal líder e teórico da IV Internacional após 1945, que era – como notado por Tariq Ali em seu prefácio – um dos mais criativos e independentes pensadores revolucionários de seu tempo. O autor é um historiador alemão – a primeira edição do livro saiu em alemão no ano de 2007, na Antuérpia [cidade da Bélgica] – que baseou sua pesquisa não somente em uma vasta bibliografia, mas também em uma larga quantidade de entrevistas pessoais com antigos amigos e camaradas, e, sobretudo, no material fornec

Por um Antirracismo Revolucionário

Devemos fazer a escolha antirracista na definição estratégica de como construiremos e realizaremos nossa revolução em América Latina, mas isso de forma alguma quer dizer que a definição estratégica antirracista seja uma opção, que possamos acatar ou negar. Pelo contrário, devemos fazer esta escolha apenas porque não podemos deixar de fazê-la, sob o risco de fantasiarmos duplamente um processo de emancipação humana. Primeiramente por causa das condições humanas objetivas de realização da ruptura revolucionária, e em segundo lugar porque não há emancipação humana sem superação da luta de raças cuja materialização é o racismo em todas as suas instâncias (e em última instância o genocídio negro

Eu fui, eu sou, eu serei: 99 anos da morte de Rosa Luxemburgo

Pouco antes do início da Comuna de Paris, nascia na cidade polonesa de Zamosc Rosalia Luxemburgo, a mais vermelha das rosas. Desde o ensino secundário que Rosa simpatizava com o socialismo e iniciou sua militância no primeiro partido Proletariado. AInda muto jovem ajudou a fundar em 1893 o partido Social Democracia do Reino da Polônia (SDKP) que logo iria se chamar Social Democracia do Reino da Polônia e da Lituânia (SDKPiL). Em 1897 defende sua tese de doutorado em ciência política na Suíça entitulada O desenvolvimento industrial da Polônia. Em 1898, emigra para a Alemanha, centro do capitalismo da Europa continental com objetivo de conseguir apoio para se partido na Polônia. Logo se via en

Defender a democracia e os direitos dos trabalhadores

Durante o ano de 2017, o governo ilegítimo de Temer colocou em andamento um dos maiores ataques aos direitos dos e das trabalhadoras já vistos em nossa história. Acelerou, com a reforma trabalhista, o processo de precarização do trabalho, congelou por 20 anos os gastos públicos federais, e tentará ainda aprovar durante o ano de 2018 a reforma da previdência. Isso tudo ocorre, depois de um início importante de mobilizações no primeiro semestre de 2017, num contexto de relativa desmobilização dos movimentos sociais e da própria classe trabalhadora. Para esta relativa desmobilização contribuíram anos de governos de conciliação de classes conduzidos pelo PT. Parte das trabalhadoras e trabalhador

colunas

boletim

facebook

por uma frente de esquerda!

acesse também

artigos

Ailton Lopes
Camila Valadão
João Alfredo

arquivo

navegue por tema

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).