Nota sobre a greve dos caminhoneiros e a situação nacional

1 – Sobre o caráter da greve dos caminhoneiros. Nos primeiros dias da greve dos caminhoneiros, muito se discutiu sobre seu caráter. Seria ela fruto de um lokout ou da paralisação dos trabalhadores do setor de transporte rodoviário de cargas? Na medida em que ela teve prosseguimento, começou a ficar evidente que ela, na realidade, tinha elementos das duas caracterizações, refletindo a realidade do setor. Em 2017, o setor compreendia 111.743 empresas, 274 cooperativas e 374.029 autônomos transportadores de carga (CNT). As dez maiores empresas, entre as quais a JSL, a Centro Oeste e a JBS, tinham em fevereiro de 2018, 11.486 caminhões e 17.723 implementos. Em 2016, as empresas tinham 1.170.578

Black Mirror ou Paraíso: para onde nos levam as novas tecnologias?

Já faz algumas décadas que os impactos produzidos pela adoção das chamadas novas tecnologias, aqui entendidas como aquelas baseadas na microeletrônica, têm suscitado muita discussão. Lá se vão mais de 40 anos e é farta a literatura sobre o assunto. Num primeiro momento, o foco da atenção foi dirigido para as mudanças que ocasionavam no mundo do trabalho e no processo de produção; num segundo, sem que a preocupação anterior fosse abandonada, o interesse maior voltou-se para a análise dos impactos sobre outros aspectos da reprodução econômica e social, mas também sobre o comportamento humano, decorrente de novos produtos propiciados por essa base técnica, com destaque para o que se alterava no

colunas

boletim

facebook

por uma frente de esquerda!

acesse também

artigos

Ailton Lopes
Camila Valadão
João Alfredo

arquivo

navegue por tema

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).