PSOL sai mais forte das eleições, mas é preciso corrigir rumos.

Documento de balanço da campanha eleitoral Vitória da extrema-direita e escalada autoritária no Brasil Findadas as eleições presidenciais no Brasil, o candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) sagrou-se vencedor com 55% dos votos válidos. A intensa mobilização das forças democráticas, populares e de esquerda ampliaram a base social e eleitoral de Haddad e Manuela (chegando a 45% dos votos válidos), mas não o suficiente para derrotar a ascensão da extrema-direita nestas eleições. Abstenções, nulos e brancos totalizaram 31% do eleitorado. A conformação de uma “frente” democrática informal contra a ameaça anti-popular, anti-nacional, anti-democrática, violenta e corrupta acumulou para a

colunas

boletim

facebook

por uma frente de esquerda!

acesse também

artigos

Ailton Lopes
Camila Valadão
João Alfredo

arquivo

navegue por tema

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).