O Trabalho Liberta

O título deste artigo não é um acaso. Assim como também não foi um acidente ou mesmo uma coincidência retórica o discurso do nazista Roberto Alvim. A frase do título é composta pelos dizeres expostos no portão do campo de concentração de Auschwitz I para lembrar que o que se diz sempre encontrará ressonância na História. O nazismo não foi um acidente. Escolhas conscientes levaram a essa barbárie. Não foi apenas por causa de Hitler, de Goebbels, dos nazistas que o nazismo avançou, mas também dos que lhe foram cúmplices, dos que consideravam lucrar, ganhar algo com tanta crueldade. O governo Bolsonaro tampouco é um acidente. O presidente do grupo Itaú-Unibanco comemorou a taxa de desemprego de

A vida das mulheres no primeiro ano do governo Bolsonaro

A posse de Jair Bolsonaro, após vitória em segundo turno em um dos pleitos mais polarizados em termos ideológicos desde o fim da Ditadura Militar, completou um ano. As medidas implementadas nesse período, muitas propostas via medidas provisórias, representam retrocessos ainda inestimáveis. As declarações proferidas pelo atual presidente confirmam sua definição como um protofacista e reiteram o tratamento ultrajante que sempre dirigiu às mulheres, aos negros, indígenas, LGBTI+, além do culto à violência e a defesa da tortura, dos torturadores e da ditadura militar. O que está em pauta não é somente a possibilidade de ocorrer um retrocesso em termos de direitos da mulher e do reconhecimento d

colunas

boletim

facebook

por uma frente de esquerda!

acesse também

artigos

Ailton Lopes
Camila Valadão
João Alfredo

arquivo

navegue por tema

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).