Proposta para um debate programático

Proposta para um debate programático Fonte: https://fourth.international/en/international-committee/582/206 Em 2019 o Comitê Internacional da Quarta Internacional discutiu uma “Proposta para um debate programático”. Em seguida, decidiu prosseguir de um modo amplo e aberto a discussão sobre nossa concepção de uma nova sociedade. Nesse sentido, solicitou a três de suas comissões que, ao mesmo tempo em que continuariam organizando atividades em curso nos movimentos sociais existentes, desenvolvessem nossa reflexão a respeito do tipo de sociedade que queremos. Estas três comissões, sobre ecologia[1], questões LGBTQI[2] e opressão às mulheres e feminismo[3], escreveram cada uma uma pequena contri

Declaração da Primeira Assembleia Mundial pela Amazônia.

Algo novo está nascendo. Conseguem o escutar? Dá para ouvi-lo, no meio dos gritos da Amazônia. Levanta-se a luta dos povos amazônicos, atacados em seus territórios, suas memórias e culturas. Cresce o grito ensurdecedor da floresta, derrubada, queimada, saqueada pelo extrativismo violador, que só obedece ao poder e à ganância. Nem mais uma gota de sangue e dor em produtos de consumo nas cidades do mundo! Há um mutirão de resistência dentro das comunidades da floresta, do campo e da cidade, que estão se organizando frente à devastação e à fome que podem continuar após esta pandemia. Porque o ecocídio, etnocídio e terricídio avançam pior que o vírus. Os corpos e territórios das mulheres e da te

Por que somos revolucionários?

Por que nós somos revolucionários? Ernest Mandel O que é uma revolução? Uma revolução é o derrube radical, rápido, das estruturas económicas e (ou) políticas de poder, pela ação tumultuosa das largas massas. É também a transformação brusca da massa do povo de objeto mais ou menos passivo em ator decisivo da vida política. Uma revolução explode quando as massas decidem acabar com as condições de existência que lhes parecem insuportáveis. Ela exprime, portanto, sempre uma grave crise de uma dada sociedade. Esta crise mergulha suas raízes na crise das estruturas de dominação. Mas ela traduz também a perda de legitimidade dos governantes, a perda de paciência, da parte de largos setores popula

Por que apoiamos a pré-candidatura de Sâmia Bomfim e Alexya Salvador para a prefeitura de São Paulo?

Por que apoiamos a pré-candidatura de Sâmia Bomfim e Alexya Salvador para a prefeitura de São Paulo? Comuna ⎼ SP O PSOL da cidade de São Paulo decidirá através de prévias, nos dias 18 e 19 de julho, quem representará o partido nas eleições para a prefeitura. Os militantes, filiados e filiadas do PSOL deverão fazer uma escolha entre as três pré-candidaturas existentes: Carlos Giannazi/Sandra Ramalhoso, Guilherme Boulos/Luiza Erundina, e Sâmia Bomfim/Alexya Salvador. A Comuna apoia e constrói, junto a diversos militantes independentes, correntes internas e movimentos, a pré-candidatura de Sâmia Bomfim e Alexya Salvador. Como contribuição ao debate que servirá de base para esta importante decis

colunas

boletim

facebook

por uma frente de esquerda!

acesse também

artigos

Ailton Lopes
Camila Valadão
João Alfredo

arquivo

navegue por tema

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).