PSOL quer eleger Feminista Negra para a Assembleia Legislativa do Ceará


Louise Santana lança Pré-candidatura neste Sábado, na Sede do PSOL. (Foto: Yandra Lôbo)

Em um cenário de tamanho desencanto e desespero, de perda de direitos e avanço dos privilégios, é preciso dizer que há esperança!

O PSOL do Ceará enxerga em 2018 a abertura de um espaço inédito na disputa eleitoral estadual, pois há um vácuo deixado pela oposição de direita ao governo de Camilo Santana (PT), que não apresentou nome forte para a disputa. Ainda a candidatura de Ailton Lopes promete aglutinar o eleitorado identificado com a Esquerda, descontentes com a lógica do vale-tudo eleitoral do PT, que se alia ao golpista Eunício Oliveira (MDB).

Além de um bom desempenho com a candidatura de Ailton Lopes (quinto candidato a vereador mais votado de Fortaleza em 2016) ao governo estadual, o PSOL pretende o feito inédito de eleger uma bancada Federal pelo Ceará e ampliar sua bancada na Assembleia Legislativa - atualmente o partido tem um Deputado na casa, o companheiro Renato Roseno. O partido vem apostando em nomes jovens e perfis identificados com as minorias sociais. Para tal, o nome de Louise Santana surge como aposta, ao lado de outros nomes como Ari Areia (ator, jornalista e ativista LGBT).

Partido da Vereadora Marielle Franco (defensora dos Direitos Humanos assassinada em Março deste ano), o PSOL é conhecido pela defesa das causas feministas e das comunidades negra e LGBT. Os socialistas acreditam que, o impulso do movimento feminista nos últimos anos no Brasil e no Mundo e a repercussão que o tema vem tendo nas redes sociais e no debate político na sociedade darão força a candidaturas com esse perfil nas Eleições 2018, e poderão marcar um passo para a redução da disparidade de gênero nas representações políticas.

Essa pré-candidatura é fruto de uma construção coletiva de pessoas que se levantam contra as injustiças, cansadas da invisibilidade e da opressão e buscam ocupar todos os espaços para que as estruturas enrijecidas desse Estado corrupto e desigual sejam superadas. “Não queremos que essa elite racista, machista e LGBTfóbica determine o nosso futuro. Queremos tomá-lo em nossas mãos”, enfatiza Louise.

A Pré-candidatura de Louise será lançada neste sábado, 14/07, na Sede do PSOL (Avenida do Imperador, 1397, Centro), a partir das 17h30. O evento contará com a presença do Deputado Estadual Renato Roseno, do Pré-candidato ao Governo do Estado, Ailton Lopes, do ex-vereador João Alfredo, e vários ativistas de movimentos sociais e coletivos feministas, intelectuais, professores universitários e artistas.

A PRÉ-CANDIDATA

Louise Santana é uma jovem de 28 anos, moradora do bairro Mondubim. Pedagoga, atualmente atua como professora da rede municipal de Fortaleza e também estuda Direito na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Nascida em Fortaleza, numa família marcada pela resistência e força de mulheres, Louise conviveu com uma realidade muito comum entre as brasileiras: suas avós tiveram de cuidar sozinhas dos filhos e netos. Mas protagonismo feminino vai além do fato de as mulheres serem as chefes dessa família. Dona de circo, sua bisavó, Zoalinde Santana, foi uma das primeiras mulheres a comandar um circo no Estado do Ceará e sua avó, Uiara Santana, circense e parteira, deu continuidade ao legado da família.

Suas primeiras inquietações com as diversas desigualdades se deram na igreja. A vontade de ver mais pessoas felizes, vivas, seguras e alimentadas foi o que despertou em Louise a necessidade de estar em coletivo para transformar a realidade do mundo.

O envolvimento com a política sempre fez parte do seu cotidiano. Uiara Santana, além de circense, era sindicalista, fator que levou Louise a participar, juntamente com a família, de Associações de Bairro e diversas atividades voluntárias. Aos 14 anos, construiu sua primeira greve estudantil, em defesa da meia passagem para estudantes de Fortaleza e integrou ainda o Grêmio Estudantil da escola estadual Enoe Brandão Sanford.

Em 2009 ingressou no curso de Pedagogia da UFC, onde vivenciou diversos processos de luta em defesa da educação e dos direitos estudantis. Nesse momento, ela passou a se organizar em movimentos de juventude.

Tomada por um imenso desejo de organizar as suas diversas resistências em coletivo, decidiu construir o PSOL em 2012, partido pelo qual foi candidata à vereadora em 2016, sendo a mulher mais votada da chapa.

SERVIÇO

Lançamento da pré-candidatura de Louise Santana

Data: 14 de julho

Horário: 17h30

Local: Sede do PSOL (Avenida do Imperador, 1397, Centro).

acesse também

arquivo

João Alfredo
Camila Valadão
Ailton Lopes

artigos

facebook

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).