COMUNA NA DEFESA DA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE


Nós da Comuna RJ somos contrários a política de aulas online que o Governo do

Estado do Rio de Janeiro tenta implementar na Rede Estadual. Tal estrutura de ensino

se quer pode ser confundida com o Ensino à Distância, enquanto modalidade de Ensino,

por suas limitações pedagógicas e técnicas, sem nenhum planejamento ou discussão

educacional-pedagógica com a Comunidade Escolar em cada escolas. Além de tirar a

autonomia pedagógica das professoras e professores, que contribuem para um fazer

educacional pautado nos princípios defendidos historicamente pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ) e movimentos

educacionais de defesa irrestrita da qualidade do ensino público.

O secretário de Educação do estado, Pedro Fernandes, impõe um modelo de aulas

onlines alinhado no viés economicista que beneficia o Mercado Financeiro, com o

desenvolvimento de materiais, compra de plataformas (se quer buscou usar a das

Universidades Públicas do RJ), “capacitação” de professores etc, gerando assim uma

privatização indireta do ensino público, ao remanejar recursos públicos para o setor

privado. Pedro Fernandes deveria agilizar entrega de cestas básicas para os alunos que

se encontram em situação de vulnerabilidade social, agravada ainda mais pelos efeitos

financeiros do Coronavírus na sociedade, e que necessitam do auxílio do Estado mais

que nunca, mas prefere atender as demandas do Mercado Financeiro ao invés de

cumprir com seu papel de gestor social da Educação do estado.

As aulas online propostas pelo Governo do Estado abrem margem, também, para

quebra do isolamento social e colocam em risco de vida alunos e educadores, ao

preverem deslocamento e abertura de unidades escolares para quem não possuir

acesso qualificado a internet, equipamentos compatíveis com o acesso e sustentação

das horas de aulas pela internet e até mesmo entrega de apostilas. Além das ameaças

desumanas de corte de salário aos educadores que não acessarem a plataforma de

Ensino em meio à grave pandemia. Muitos de nossos alunos não possuem acesso

qualificado a internet, que sustentem as horas de ensino diário da escola presencial e o

governo sabe disto. O que promove é uma politicagem eleitoreira em plena crise de

saúde humanitária, mesmo com o Ministério Público do RJ orientando ao estado não considerar esse modelo como dias letivos e o Decreto do Ministério da Educação abrindo mão da

necessidade dos 200 dias letivos, por conta da Covid-19. Somos contra o Modelo de

aulas onlines apresentado pelo Governo Estadual e a favor da Defesa Irrestrita das Vidas

de nossos alunos e educadores!

Comuna RJ – Por uma sociedade pautada nas pessoas e não no dinheiro! #FicaEmCasa!

acesse também

arquivo

João Alfredo
Camila Valadão
Ailton Lopes

artigos

facebook

A Comuna é uma organização ecossocialista, feminista, antirracista, antilgbtfóbica, antiproibicionista e revolucionária fundada em 2017 no Brasil. Nos referenciamos numa tradição renovada do Marxismo, construímos a IV Internacional (CI) e atuamos como tendência interna do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL).